O SciELO atualizou o documento “Critérios, política e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos na Coleção SciELO Brasil”, conhecido como Critérios SciELO Brasil, que reflete as análises, conclusões e recomendações da Semana SciELO 20 Anos, realizada em setembro de 2018.

O ajuste das políticas e da gestão editorial na perspectiva da adoção progressiva da ciência aberta é a principal ação que os periódicos indexados devem realizar para compatibilizar-se com os novos critérios.

As práticas que serão exigidas dos periódicos SciELO se referem:

  1. aceitação da submissão de manuscritos-preprints, ou seja, que estão depositados em um servidor de preprints;
  2. citação e ao referenciamento de todos os dados, códigos de programas e outros conteúdos subjacentes aos textos dos artigos com vistas a facilitar a avaliação das pesquisas, à replicabilidade das pesquisas, à preservação e reuso dos conteúdos;
  3. opções de abertura da avaliação por pares. A expectativa é que esse ajuste ocorra até o final de 2020 para os periódicos já indexados.

A nova política deve promover a ciência aberta, inicialmente, estimulando e educando os autores sobre a preparação adequada dos manuscritos, sobre os critérios que o periódico utiliza na avaliação, e, posteriormente, exigindo o cumprimento das práticas como condição para aceitação dos manuscritos. Em resumo, o ajuste afeta os seguintes componentes da política e gestão editorial:

Fonte: https://blog.scielo.org/blog/2020/05/13/scielo-atualiza-os-criterios-de-indexacao-nova-versao-vigora-a-partir-de-maio-de-2020/?fbclid=IwAR0zB3oTYxWviAW9GFb5azjZdR5iIry3wA3qeevkpYyA3IbJAgNs-L5M2qs#.XuezJkVKiHu